sábado, 19 de junho de 2010

VIDA

Quando criei este blog o chamei de Oficina da Transformação por causa da oficina que eu mantinha na ONG Casa da Videira, onde materiais desprezíveis viravam brinquedos e objetos de decoração pelas mãos de crianças e também pelas minhas. Mas a cada dia percebo que a vida é que é uma oficina de transformações, e ministrada, dirigida, orientada por um Deus mais que criativo.

Dias atrás ouvi um podcast sobre profissionais de internet se exporem na internet. Não é o meu desejo contar cada detalhe da minha vida, mas fico feliz em compartilhar acontecimentos simples e preciosos, inesperados, questionamentos, reflexões, conquistas... coisas únicas da vida de todo mundo.

Quando no ano passado, eu e meu então noivo planejávamos nosso casamento, sabíamos que 2010 prometia. Mas como a maioria das coisas da vida, só conhecíamos um esboço do final. E olha que ainda só estamos no meio de 2010.

Os três primeiros meses do ano demoraram a passar. Dia 10/04/2010 foi o dia mais especial das nossas vidas. O nosso casamento foi simples e lindo, exatamente como sonhamos. Tivemos a ajuda e a companhia de vários amigos queridos, os quais fizeram a festa ser completa. Bem, a nossa lua de mel resumo em uma palavra: perfeita.

Maio foi um mês de adaptações. Horários, rotina, costumes se entrelaçando... E durante estes 5 primeiros meses de 2010 trabalhei bastante, aprendi muito. Foram contatos, sites, atualizações de sites, artes gráficas, tutoriais, podcasts... Tanto que nem atualizar o blog consegui. Não reclamo. Gosto de estar ocupada. Mas gostaria de poder fazer mais coisas em menos tempo. Afinal, descansar, passear, viajar, estar com amigos também é muito bom!

E esta semana surge algo completamente inesperado – um e-mail questionando o meu interesse em assumir um cargo público referente a um concurso que prestei em meados do ano passado. Eu já havia virado esta página da minha vida, estava empolgada trabalhando como freelancer fulltime. Foram momentos de decisão, abrir mão da autonomia por alguma segurança. E agora estou na expectativa, grande expectativa para conhecer a próxima página que Deus já tem planejada e que eu só posso imaginar o esboço.