sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Frágeis graças á Deus



Ao ter uma pessoa próxima gravemente ferida devido a um acidente de trânsito, penso: por que não somos de ferro? Ou talvez de cobre? De prata...

Mas logo me vem à mente como seria se fossemos de algum material mais forte, como os abraços seriam duros e frios, como seriam os toques, os carinhos, os arrepios, as sensações gostosas de adrenalina, de aconchego ou de prazer...

Somos frágeis, graças à perfeição de Deus somos frágeis.


Nenhum comentário:

Postar um comentário